Armstrong (vs) Leipheimer (vs) Contador: o argumento que fala mais alto (apesar dos objetivos diversos)

Quinta-feira passada (30/10/2008) Lance Armstrong concedeu entrevista a ESPN.com. Depois de argumentar que apesar de mais velho está mais experiente, o que o ajudaria a encontrar os atalhos do pelotão, e que o sucesso da sua volta esta diretamente ligado a promoção da luta contra o câncer, ele comentou a possibilidade de haver problemas internos na Astana, sua equipe, com o também americano Levi Leipheimer e o espanhol Alberto Contador.

Armstrong foi curto e grosso (que me desculpem a tradução tosca):

“I’m on a team, I know how cycling works. The strongest man, we ride for. No hard feelings. There’s no reason to get dramatic, for anybody. Play the game just like it’s been played for a hundred years.”

“Faço parte de um time, sei como o ciclismo funciona. Nós trabalhamos pelo ciclista mais forte. Sem ressentimentos. Não há razões para ninguém fazer drama. Apenas jogue o jogo como ele tem sido jogado por uma centena de anos”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s