a descoberta de um novo mundo

Ontém achei o link para o blog do Especial de Trânsito, espaço criado pelo portal UOL para discussões

 acerca do tema que é tão caro (inclusive no sentido pecuniário do termo) aos moradores de São Paulo (onde foi realizada a experiência) e das demais cidades brasileiras, sim, por que problemas de trânsito não são exclusivos das grandes cidades.

Mês passado, na semana de comemoração do Dia Mundial sem Carro (22) cinco jornalistas foram incumbidos da tarefa de deixar seus carros na garagem e ir ao trabalho utilizando outros meio de transporte pelo período de uma semana. Invariavelmente, todos acharam a experiência de algum modo positiva. 

Digo de algum modo porque, deixando o carro na garagem, na mesma medida em que pode-se pedalar por ruas arborizadas e de pouco tráfego, ler um livro no ônibus ou conhecer pessoas diferentes, também é possível tomar conhecimento de outros problemas presentes nas vias públicas e nos meios de transporte coletivo como a ocupação das calçadas pelo comércio informal, falta de iluminação em vias de acesso a pontos de ônibus, a falta dos tais pontos e do mínimo de acomodação e informação para os usuários do serviço.

É possível que um possível leitor esteja pensando que a questão se resume a aplicação honesta dos recursos públicos em obras de infra-estrutura. Assim como no post anterior, reitero aqui a minha opinião de que o problema é bem mais complexo do que a antítese entre honestidade e corrupção. É algo como um “espírito da época” dominado pelo carro que deve ser entendido como o problema concreto.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s